Istambul: como se localizar

Se eu tivesse lido um post desses antes de ir pra Istambul, teria sido tudo muito mais fácil, então decidi escrever pra vocês como se localizar em Istambul, o que tem em cada lugar, essas coisas. Acho que pode ajudar na hora de procurar uma hospedagem e para se locomover pela cidade também.

O mapa que vou usar de base é esse aqui, não é o mais completo, mas é o melhorzinho que achei na internet:

istanbul-map

NEW CITY

A Cidade Nova, em tradução literal, é a parte mais moderna da cidade. É lá que fica a maioria dos estrangeiros, é mais comercial, cheia de prédios, parques, enfim, tudo que compõe uma cidade grande. Por ali, fica o Palácio de Domabahçe, meu preferido da vida, definitivamente um lugar daqueles tem-que-ir na cidade.

Na parte nova fica o bairro de Beyoglu, foi lá que me hospedei. Beyoglu é historicamente um bairro com grande quantidade de estrangeiros e achei que seria mais tranquilo ser uma mulher sozinha viajando na Turquia lá, mas também é O bairro da agitação noturna. Enquanto Sultanahmet fecha às 21h, em Beyoglu a Istiklal, principal avenida de compras da cidade, está com todas as lojas abertas pelo menos até às 22h. O movimento não acaba em dia de semana e a qualquer hora esse pedaço da cidade está movimentado. Diversos restaurantes da moda, boates, barzinhos com narguilé, lanchonetes, vendedores de castanha… Recomendo muito a rua Cezayir Sokak, perto da Istiklal, que foi a que eu fiquei hospedada. É uma escadaria, o que limita quem tiver problema de acessibilidade, mas é cheia de restaurantes, música ao vivo, a mais charmosa da cidade, na minha opinião.

A famosa Istiklal tem loja de tudo quanto é coisa (os souvenirs da parte perto da Torre de Gálata são surtantes!) e liga a Taksim Square ao porto de Karakoy. Vamos por partes.

A Taksim Square ficou bem famosa agora pelo motivo errado, o atentado, mas ela é o coração da parte nova da cidade. Por ali estão vários prédios comerciais, restaurantes, casas históricas da cidade. Não tem nada de muito interessante para os turistas, mas não acho ruim ficar por ali: numa ponta da Taksim começa a Istiklal e na outra sobe uma rua que, se você for seguindo, vai começar a lembrar a Oscar Freire, de São Paulo. Diversas grifes, restaurantes interessantes, cafeterias e lojas turcas estão por ali reunindo o pessoal mais descolado da cidade.

Seguindo a Istiklal, em certo ponto à direita (tudo sinalizado) fica a Torre de Gálata, onde se pode ver a cidade em 360º. Geralmente não gosto desse tipo de coisa, mas gostei bastante do passeio, fiz rapidinho, em 20 minutos subi e desci, mas a visão das mesquitas é linda. Recomendo ir bem cedo, tipo às 9h, hora que abre, por causa da fila. Na hora do pôr-do-sol é um inferno para subir, não recomendo.

Passando pela Torre de Gálata e continuando a descer, você chega em Karakoy, porto com barcos que também levam a Uskudar (mas eu recomendo sair do porto de Eminonü). Uskudar é a parte  mais acessível do lado asiático. De Karakoy, é bem fácil ver a Ponte de Gálata, cheia de pescadores, turistas e moradores pra lá e pra cá. Se você atravessar, já estará na parte velha, na região de Eminonü, onde você pode pegar o barco para Uskudar  (contei como fiz nesse post), ir no Bazar de Especiarias ou seguir andando ou ainda pegar um tram para Sultanahmet. Para os fãs de Agatha Christie, a estação de trem ponto final do Expresso Oriente também fica nessa região.

OLD CITY

Chegamos agora na parte velha da cidade, mais antiga e com mais pontos turísticos. Como falei acima, o Bazar das Especiarias está lá. Entrando pro centro histórico de Sultanahmet (se quiser ir andando, é só seguir os trilhos do tram em direção ao centro histórico, talvez ande mais, mas foi o que fiz todos os dias. É uma caminhada boa, de uns 40min), você vai ver tudo que é a cara de Istambul: palácio Topkapi (inclusive, indo a pé seguindo os trilhos do tram, você chega do ladinho dele), Mesquita Azul, Cisternas da Basílica (imperdível), Hagia Sophia… Desse ponto, seguindo a mesma rua do tram na mesma direção, você chega no Graand Bazar e na casa de banho Çemberlitas (foi a que escolhi para o meu hammam, como contei aqui). Tudo é bem pertinho, não tem erro :)

Acho interessante ficar em Sultanahmet se você tem pouco tempo na cidade, pouca disposição de ficar andando muito ou pegando transporte, prefere acordar e dormir cedo ou simplesmente gosta de ficar perto dos pontos turísticos. Mais ou menos 21h já está tudo fechado por lá.

USKUDAR

Uskudar é a parte da cidade asiática mais comum para os turistas. Valeu muito dar um pulinho lá para conhecer esse outro lado de Istambul, mais tradicional e conservador.Fiquei pouco tempo na parte asiática, só tomei um chá num restaurante que fica ali na margem do Bósforo, mas pesquisei antes que outra coisa que se pode fazer por lá é visitar o mercado Mimar Sinan Çarsisi.

 

Acho que é isso. Qualquer dúvida, escrevam aqui nos comentários, por favor :D

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s