Praga x Bratislava (Budapeste): ônibus Student Agency

Quando estava indo de Londres pra Brugge, comentei que não tinha gostado do ônibus da Eurolines. Comentando com amigas, acho que dei azar mesmo e peguei um ônibus velho, o de Berlim pra Praga já era melhorzinho… Estou nesse momento no ônibus da Student Agency a caminho de Bratislava e isso significa que o ônibus tem WiFi (score!).
Continuar lendo

Anúncios

Berlim: bairros

Os bairros em Berlim, Alemanha, importantes para os turistas são três: Mitte, Kreuzberg e Friedrichsain. Vou falar um pouquinho do que vi deles para te ajudar a se localizar e decidir onde ficar.

Mitte: o queridinho da maioria dos turistas, é em Mitte que fica a maioria dos hotéis e hostels porque é lá onde podemos encontrar os principais pontos turísticos, como o Portão de Brandeburgo, o memorial dos judeus, Alexanderplatz, Potsdamer Platz, etc. Eu fiquei em Mitte e adorei minha escolha. Lá também tem vários centros comerciais, restaurantes mais legais e bares da moda.

Kreuzberg: bairro turco e mais alternativo. É lá que ficam os principais grafites, boates mais alternativas, boates históricas, restaurantes (que fogem da salsicha!) e bares. Por lá, também é fácil encontrar brechós, sebos e lojas de vinil. Se você curte uma vida noturna e mais alternativa, esse bairro é uma ótima opção. Ele também é mais barato por não ser tão perto dos pontos turísticos, mas nada que o sistema de transporte maravilhoso de Berlim não resolva.

Friedrichshain: não sei por quê, já que só passei uma tarde lá, mas foi meu preferido. Ele é moderno, mas ainda assim bem underground, tem um espaço cultural mais alternativo muito legal. Os restaurantes por lá servem comida (não sanduíche — foi uma emoção) e tudo é mais barato. Assim como Kreuzberg, o bairro tem uma cena forte de street art e é mais recente, só começou a aquecer depois da queda do muro, ao contrário do bairro turco. Alerto que não é um bairro que todos vão gostar, se você não gosta de coisas mais alternativas, vá pra Mitte! De qualquer forma, recomendo dar pelo menos uma passada por lá :)

Berlim: chegando pelo aeroporto Schönefeld

Cheguei em Berlim de avião vindo de Bruxelas. O aeroporto é grande, mas não é tão difícil de se localizar. Cheguei e fui no balcão de informações ao turista e uma moça que falava um inglês bem ruim me atendeu. Nesse mesmo balcão ela vende os tickets do transporte público, que é sempre a minha opção e acho que a da maioria.

O aeroporto fica na área C da cidade, o que significa que você tem que comprar um bilhete pras áreas A, B e C (nos outros dias podem comprar só pras A e B mesmo), custa €3,80, se não me engano. O que fiz foi comprar um bilhete de dia todo nas zonas A, B e C, pois cheguei cedo e ainda andei outras vezes de metrô no mesmo dia. A moça não oferece essa opção e eu achei meio sacanagem isso, você tem que pedir mesmo um “day ticket”. Os bilhetes de dia todo param de valer às 3am todos os dias, então se você chegar tipo uma da manhã, não compensa, melhor comprar o unitário mesmo. Meu ticket de metrô pra usar qualquer transporte durante o dia nas zonas A, B e C custou €7,60, mas se você estiver num grupo de 5 pessoas ou mais, pode comprar o ticket para small group (grupo pequeno), que custa €17,80, €4 e pouco para cada um. Um funcionário me disse que até 4 pessoas podiam usar esse, mas 5 é a informação oficial.

Continuar lendo

Berlim: estações de metrô para os principais pontos turísticos

Esse tipo de post sempre me ajuda, então guardei o mapa do transporte pra contar pra vocês qual é a estação de metrô mais próxima de cada ponto turístico. Claro, em alguns casos o tram ou o ônibus podem ser melhores, dependendo da sua localização, mas fica aí uma listinha que pode ser útil:

Alexanderplatz: estação Alexanderplatz
Ilha dos museus (inclusive o DDR): estação FriedrichstraBe
Potsdamer Platz: estação Potsdamer Platz
Checkpoint Charlie: estação KochstraBe
Portão de Brandenburgo: estação Brandenburger Tor
Reichstag: estação Brandenburger Tor ou Bundestag

Se você tiver interesse de conhecer Kreuzeberg, as melhores estações são a Mehringdamm ou a Gneisenaustr., ambas na linha U7 (azul claro).

Para conhecer Friedrichshain, recomendo a Ostbanhof e a Warschauer Str. A Ostbanhof fica pertinho da East Side Galery, aquela parte do Muro de Berlim que virou uma galeria de arte.

A rodoviária fica na estação Kaiserdam ou na Messe Nord. Para achá-las, como mapa do metrô na mão, olhem para o lado esquerdo, elas estão afastadas da parte que geralmente olhamos. ZOB quer dizer meio que rodoviária central, podem seguir as placas que apontam pra lá quando saírem da estação. Na dúvida, saiu da estação de Kaiserdan (não fui pela outra), siga reto, vocês verão um posto, continuem e virem para a direita quando virem a rodoviária. Não é muito difícil, só não entrem na primeira direita logo depois da estação porque vai estar errado (eu fiz isso hehe).

Outras informações importantes para se ter antes de chegar em Berlim:
Platz = Praça
Straat ou StraBe (pode estar abreviada com str) = rua
Tor = portão
Ausgang = saída

* Quando o B estiver maiúsculo no meio da palavra, entandam, por favor, como o símbolo beta. Não tenho no meu teclado no celular.

Praga: Sir Toby’s Hostel

Estou muito animada de falar desse hostel porque é o melhor que eu já fiquei, mesmo. Me senti tão em casa que até tinha dificuldade de acordar e várias pessoas tinham a mesma opinião. O hostel é pequeno, o que é uma vantagem quando se viaja sozinho, mas tem um bar estilo taverna muito legal no subsolo. O happy-hour é de 18 às 20h com a cerveja (o pint!!!) custando 35kcz, pouquinho mais de €1.  Eles também disponibilizam jogos, tem noite de degustação de cerveja, filme e até peguei uma de macarrão com frango na janta, tudo de graça.

Estou sendo muito parcial, mas eu realmente recomendo. Acho que os únicos pontos negativos, pra mim, são a localização (ele fica longe do centro, mas não é nada que seja um problema, só tem que pegar um tram direto) e meu banheiro não tinha cortina no box, ficava alagado. Pelo que vi, era o único que não tinha, mas eles iam limpar e secar todo dia de manhã.

Continuar lendo

Praga: melhor casa de câmbio

A moeda de Praga é a coroa tcheca não o Euro. A cotação varia de €1 = Czk25-26,50. Alguns lugares aceitam euro, principalmente os de chegada (rodoviária, aeroporto, etc) e diversos caixas eletrônicos com a moeda local também estão espalhados pela cidade. Vou indicar pra vocês a casa de câmbio que me indicaram e me serviu bem, fica na Praça Franz Kafka. Achei que tinha uma foto dela, mas não achei :(

A praça Franz Kafka fica do lado da Old Time Square e a casa de câmbio fica numa esquina, é impossível não ver, a fachada é azul. Ela fica aberta de 9 às 20h, todos os dias.

Praga: dicas gerais

image

Não sabia muito onde alocar algumas informações que acho importantes ou legais, então decidi fazer um post mais geral.

1. A moeda de Praga, apesar de a República Tcheca fazer parte da união europeia, é a coroa tcheca, não o euro. A cotação geral é €1 = Czk25, mas consegui trocar por Czk26,50. Sem estresse, é possível trocar em vários lugares e outros também aceitam euro. A melhor casa de câmbio fica na esquina da praça Franz Kafka, a fachada é azul.

Continuar lendo