Londres: Alternative Walking Tour

Desde a última vez que fui para Londres, estava morrendo de vontade de fazer esse tour para conhecer o cenário de street art da cidade, além do Banksy, que eu já adorava. Achei tudo sobre o tour na internet mesmo e fui ver qual era.

O tour é bem legal, tem a pé e de bicicleta (eu fiz o a pé por motivos óbvios — sou péssima com bicicletas) e ele sai de uma escultura de cabra no meio de não sei onde. Por isso, me perdi e também perdi o tour pro qual eu estava marcada, sorte que tinha outro uma hora depois. Os tours acontecem às 14h e 15h, mas e mais seguro reservar certinho no site. Cheguem mais cedo, a estação de Liverpool Street tem varias saídas, não é difícil se perder. A correta é a de Bitshopgate, o tour sai da rua Brushifield, debaixo da famigerada cabra.
image

O guia, que é artista plástico e urban artist (ele se define assim por não acreditar que o que ele faz é grafite), nos levou pela região de Brick Lane, que eu já conhecia, famosa pelos restaurantes indianos, arte na rua, brechós e pubs. É bem fácil perceber que o lugar é a definição de multicultural, realmente você consegue ver todo tipo de gente e cultura na rua. O que eu não sabia é que aquela era uma região industrial muito pobre e hoje está valorizando por ser o novo point da cidade. As antigas lojas pequenas estão acabando para darem lugar às grandes cadeias inglesas e o guia disse várias vezes que daqui a 4, 5 anos não veremos mais a mesma coisa. Eu já percebi diferenças de um ano pra cá. O lugar parece ser estranho, meio soturno, mas é ótimo.
image

image

Uma das coisas que o guia apontou foi as intervenções de um artista chamado Jonesy em cima dos posts da cidade. Segundo ele, são mais de 400 por toda Londres, mas quase ninguém repara. De fato, vi umas 4 no nosso percurso de 1h30. Outra intervenção legal, de outro artistas, são os cogumelos haha, é bem divertido ficar procurando. A única parte chata é que o tour é meio contra registros, eles falam pra guardar o celular e treinar o olho. Voltarei lá em breve para fotografar mais.

image

image

Curiosamente, a maioria das artes ilegais são feitas à luz do dia. Os grafiteiros sobem nos prédios usando coletes fluorescentes, iguais aos que o pessoal de obra na cidade usa. A lógica é que se eles estão de colete, devem ter um motivo para estarem ali. De noite, qualquer pessoa em cima de um prédio é suspeita. Até agora tem dado certo!

O tour é gratuito, mas sempre tem a parte das gorjetas. Pelo que vejo nos walking tours que faço, a maioria das pessoas da 10 “moedas”. Mais infos aqui.

  • Desculpem os erros de digitacao, estou num teclado holandes, tudo e diferente haha.
Anúncios

3 comentários sobre “Londres: Alternative Walking Tour

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s